Coaching Executivo

Apoiar mais e julgar menos

Coaching Diferente

O Nosso Coaching

Existe uma crença de que todos os coaches são iguais e que todos os processos de coaching executivos são os mesmos, ao menos parecidos. A verdade não é bem essa!

A Propósito MAIOR® estudou muito ao longo de nossos trabalhos para desenvolver uma metodologia própria. Ela é base para a constituição das fases de todos os nossos programas. Nossos estudos, pesquisas, programas e resultados são sistemáticos e híbridos, abrangendo o trabalho integrativo entre áreas e pessoas e da especialização acadêmica e do empirismo praticado diretamente na realidade de nossos clientes.

Portanto, nosso processo de coaching executivo não é igual ao das outras empresas e está em constante atualização e aprimoramento.

O Nosso Coaching Executivo

O processo de coaching executivo apoia e acompanha as transformações profissionais e pessoais necessárias para desenvolver as competências comportamentais requeridas pela organização a fim de alcançar seus objetivos e resultados.

Embora a organização seja uma pessoa jurídica todas as pessoas que fazem a organização acontecer são pessoas físicas. O coaching executivo trabalhará com estas pessoas a fim de que o mindset e o comportamento sejam adquiridos, fortalecidos, executados e mantidos com estabilidade e durabilidade, influenciando as eventuais mudanças nas pessoas da organização.

Nossos diferenciais

1

Metodologia própria (3 Cs 3 Fs)

2

Não seguimos receitas de bolo, ou seja, todo projeto é exclusivo

3

Sempre mensuramos os resultados

4

O acompanhamento presencial é feito além das sessões e reuniões pré-estabelecidas

5

Trabalhamos com o propósito de promover a consciência, autonomia e responsabilidade ao mesmo tempo que encurtamos a distância de nosso cliente ao seu objetivo. É uma transformação consistente e duradoura durante uma jornada

Fases do processo do

Coaching Executivo da Propósito MAIOR®

Diagnóstico

O processo de diagnóstico é realizado para capturar uma fotografia do estado inicial dos envolvidos no processo, desde as pessoas aos departamentos ou à organização. Este processo é constituído por duas reuniões com o RH e as lideranças e um workshop (recomendado o REfundar ou Afundar).

A primeira reunião acontece antes do workshop para alinhamento de expectativas e a segunda é realizada para ajustar os desejos e realidade com os próximos passos.

As investigações e análises das informações capturadas no diagnóstico permitem conectar os pontos e gerar um conhecimento definido e sólido para desenvolver programas exclusivos com base em fatos recentes advindos de experiências reais.

Além do workshop contamos com outras opções para obter dados factuais com base em vivências e na realidade da organização, sem achismos, modismos, suposições, vontades aleatórias ou hierárquicas. O processo de diagnóstico em si já é uma ferramenta de diagnóstico para validar os próximos passos.

Desenho de Programa

O desenho é um processo de planejamento estratégico utilizando técnicas de Design Thinking combinadas com metodologias de desenvolvimento comportamental e organizacional a fim de elaborar um roadmap coerente com o diagnóstico e com os resultados almejados de maneira sistêmica, considerando diversas opções para adequações ao longo das jornadas aplicadas.

Neste processo são considerados fatores relevantes fundamentais para as pessoas envolvidas nas jornadas, as necessidades de energia, tempo, oportunidades e recursos. O processo de transição comportamental inerentemente promove ações e, naturalmente como esperado, também as consequências nos relacionamentos e comunicação interpessoal, dos quais também são considerados nas jornadas de trabalho.

O diagnóstico faz um levantamento de informações de forma leve e lúdica os desafios atuais dos envolvidos no processo. Estes desafios podem ser:

  1. Visão deturpada de negócios e gestão organizacional
  2. Falta de alinhamento entre o negócio e a gestão organizacional
  3. Confusão ou ausência de consciência de propósito da gestão organizacional
  4. Equívocos em modelo de gestão e liderança
  5. Mindset e competências ausentes ou desalinhadas com o propósito da organização
  6. Cultura e clima organizacional desalinhados com o propósito da organização
  7. Liderança ausente ou malformada
  8. Falta de gestão para conflitos e mudanças
  9. Baixo empenho, produtividade e efetividade
  10. Ausência de clareza nos objetivos e competências organizacionais

Com base nas investigações e análises do diagnóstico desenhamos o passo a passo da primeira jornada, que pode conter cursos, treinamentos, palestras e dinâmicas. Preliminarmente também desenhamos a segunda jornada, que consiste em trabalhos comportamentais com mais proximidade e assertividade para acompanhamento do desenvolvimento das pessoas. Utilizamos frequentemente a adequabilidade flexível, portanto, entre a primeira e a segunda jornada, novamente rodamos a metodologia de desenho de programa.

Início de Ciclo (Onboarding)

Após apresentação do desenho proposto para as jornadas de trabalho realizamos um processo fundamental de Onboarding iniciado com uma reunião de início de ciclo, considerada uma kick-off geral, para alinhar as expectativas e os interesses das pessoas envolvidas. Há a opção de particionar estrategicamente esta reunião inicial da melhor maneira para atender aos objetivos requisitados. Se necessário, outras reuniões auxiliares podem ser realizadas mediantes as circunstâncias e situações adversas de cada organização e mercado.

O processo de Onboarding tem intuito de promover a realização efetiva de processos de transformação de mentalidade e comportamento. Provocamos e estimulamos o engajamento genuíno através de três fatores básicos de nossa metodologia: propósito e significado, transformações relevantes e impactantes, e vínculos emocionais positivos. Entendemos que o engajamento acontece naturalmente e com vitalidade quando baseado em curiosidade e interesse legítimos.

A vida é naturalmente composta por ciclos de experiências e realizações dependentes de fatores internos e externos. Quando um ciclo se encerra outro automaticamente se inicia, muitas vezes independente de nossa vontade. Nossos trabalhos são vistos como programas consistentes, podendo abranger projetos similares ou diferenciados aplicados concomitantemente ou em fases. Um programa é proposto para acompanhar um ciclo permitindo maior desempenho e autonomia sobre a efetividade em mudanças e experiências das pessoas, dos processos e dos produtos resultantes.

A seguir descreveremos as três jornadas de aplicação prática do coaching executivo. Algumas empresas optam por aplicar somente a terceira jornada, sem sequer saber da existência dos desafios da primeira e da segunda jornada. Acreditamos que um trabalho sistêmico de transformação de cultura e gestão organizacional seja complexo por si mesmo, necessitando de um apoio personalizado para cada indivíduo com responsabilidades atribuídas neste processo de mudanças e melhorias, principalmente com a necessidade de estimulá-las e repassá-las para suas equipes e subordinados. Portanto, um trabalho sistêmico incluindo o suporte individual com objetivos coletivos seja o melhor caminho para manter todos na mesma página, independentemente de seus pontos fortes e vulnerabilidades diferentes.

Jornada – Alinhamento de Propósito da Organização

A primeira jornada consiste em elaborar ou alinhar o propósito da organização com a sua gestão e cultura. Esta etapa é fundamental para identificar as prioridades da organização, tais como a mentalidade e os comportamentos requeridos e disseminados no ambiente de trabalho.

Jornada – Definição do Quadro de Competências

Depois de definir o propósito e valores da empresa, é necessário ter claro quais são as competências a serem desenvolvidas pelos seus líderes, executivos e demais colaboradores.

Estas competências comportamentais estão classificadas em visão, trabalho e relacionamento.

Através de um processo de gamificação, uma ferramenta corporativa se transforma em um jogo de tabuleiro no qual as pessoas discutirão quais competências devem fazer parte do quadro. O jogo é simples, intuitivo e dinâmico, levando os participantes à reflexão e questionamentos.

Esta dinâmica deve ser aplicada para a empresa de uma forma global e pode ser replicada nos departamentos ou equipes de trabalho. Recomendamos que o jogo seja aplicado na medida que as competências comportamentais de cada área ou grupo de pessoas seja diferente em função de suas atividades e objetivos.

Jornada – O Coaching Executivo

Acreditamos que além dos trabalhos da primeira e segunda jornada se faz necessário um acompanhamento mais profundo, próximo e contínuo para transformações de mentalidade e comportamentos consistentes, estáveis e duradouros, portanto, recomendamos fortemente o coaching executivo pela efetividade do programa.

É mais benéfico para todos os envolvidos no projeto trabalhar de forma transparente e com confiança, por isso, o coaching executivo propriamente dito só tem início na terceira jornada. Uns chamam isso de estratégia, e nós concordamos, mas preferimos chamar de empatia, respeito, responsabilidade e profissionalismo.

Após a definição das competências, nosso time se reúne com o RH e com a liderança para definir quem vai participar das entrevistas sobre os comportamentos de cada pessoa que passará pelo coaching executivo. As entrevistas são conduzidas por um coach da Propósito MAIOR® e de forma particular. Aqui acontece a definição do perfil do comportamento de liderança.

Após coletar todas as respostas o resultado é apresentado para cada um dos participantes, também de forma privada e anônima. É o coachee quem define a competência a ser desenvolvida.

Este processo acontece de forma sigilosa. O RH e a liderança não tomam conhecimento do que o coachee pediu para trabalhar, nem mesmo do conteúdo das sessões.

A demonstração de resultados e acompanhamento é feita através de um quadro evolutivo com todas as competências a mostra por pessoa.

As pessoas que fazem parte do processo de coaching executivo acompanham suas sessões através de um sistema web e mobile fornecido pela Propósito MAIOR®.

Os profissionais e as organizações já conhecem a dificuldade entre receber conhecimento e aplicá-lo de fato. No entanto, a terceira jornada tem por propósito a transformação de conhecimento em comportamento, sem rodeios, sem desperdícios, aumentando a produtividade, desempenho e efetividade na mentalidade e nos comportamentos planejados no coaching corporativo.

O coach não determina as ações como um consultor, ele apoia o coachee a traçar o planejamento e forma de conduta através de perguntas reflexivas e materiais exclusivos da Propósito MAIOR® a fim de potencializar o desempenho da aplicação do planejamento estratégico e das ações necessárias para os resultados desejados no processo de coaching executivo.

O número de sessões é combinado entre as empresas e com escopo aberto.

Fechamento de Ciclo (Offboarding)

Essa é a parte do processo onde nós temos certeza de que mais um passo foi dado em nossa caminhada em viver um Propósito MAIOR®.

Por ser exclusivo, cada programa acompanha um ciclo e um tempo determinado de forma única, porém, o encerramento é feito com a mesma energia positiva de qualquer outro trabalho que tenhamos realizado.

A proposta nesta última etapa do processo é provocar um aumento de consciência em cada uma das pessoas de quanto ela mesma se desenvolveu e o quanto a equipe evoluiu positivamente, com base nas pesquisas e entrevistas feitas no decorrer do programa. Logo após realizamos uma reunião de apresentação e encerramento com o RH e a liderança.

O Offboarding para fechamento oficial acontece com todos os envolvidos juntos em um momento feito para mostrar os resultados, apresentação do processo de cada um dos envolvidos e algumas surpresas reservadas por nós!

Fases do processo do

Coaching Executivo da Propósito MAIOR®

Por que adotamos este modelo?

Ao longo do tempo e através de muitas experiências percebemos que as pessoas melhoram por causa delas mesmas e das pessoas que estão ao redor. Se a determinação para melhorar não vem do coração, isso não vai acontecer. E nós conseguimos medir essa vontade, por sistemas e por sentimentos, que é o mais importante!

A medição mensal do programa e a presença dos nossos profissionais nas empresas trazem mais clareza e acolhimento para os participantes. Esse movimento apóia quem de fato está se dedicando ao desenvolvimento, o que fica claro através de atitudes como comprometimento e execução dos planos de ação e colocar em prática e compartilhar os aprendizados.

Não somos contratados por conta do coaching, somos contratados para entregar resultados de excelência. Então temos como premissa básica levar experiências únicas para que o retorno sobre o investimento aconteça de forma muito satisfatória.

Quem não quer se desenvolver, não se desenvolve. Reservamo-nos o direito de não atender a quem não quer participar. Não invadimos o espaço de pessoas desinteressadas e garantimos o nosso sucesso com pessoas que realmente acreditam em nós.

Existem dois elementos básicos no coaching: o necessário e o opcional. Se a pessoa não garante ou não quer se comprometer com o primeiro, nada acontece.

Não trabalhamos com mudanças, trabalhamos com transformações. Algumas empresas têm o hábito enviar as pessoas para treinamentos de dois ou três dias esperando que ela volte com outro comportamento. Isso não se sustenta de forma alguma. Nós quebramos este hábito através do nosso modelo.

Comprovamos através de estatísticas próprias e por depoimentos que pessoas que seguem o nosso processo se tornam profissionais melhores, sejam eles líderes ou não.

Notamos que as empresas que aderem ao nosso modelo realmente se preocupam com transformação verdadeira e genuína. Além disso, elas entendem o real poder do business coaching através da transformação de mindset e comportamento.

Benefícios do Coaching Executivo

Baixa taxa de turnover

Através do autoconhecimento e reconhecimento com os valores da empresa, as pessoas se sentem mais motivadas e preparadas a fazer parte.

Melhor desempenho e produtividade

O coaching estimula e coloca em ação o que as pessoas e equipes têm de melhor. Através de processos reflexivos e desenvolvimento especializado.

Formação pessoal

Esqueça aquela ideia maluca e retrógrada de enviar os colaboradores a vinte palestras e quinze treinamentos por ano. A transformação precisa ocorrer por dentro, deixando a desculpa de lado e trazendo a responsabilidade para o jogo.

Melhor aprendizagem

O coaching leva ao aprendizado contínuo e acelerado, sem perda de tempo. O prazer do autoconhecimento traz mais retenção para o aprendizado.

Relacionamentos melhores

Perguntar algo a alguém valoriza essa pessoa e a resposta dela. Determinar impede a troca.

Melhora da qualidade de vida das pessoas

Por conta do respeito, da melhora no relacionamento e da melhora no meio ambiente.

Mais tempo para a liderança

A equipe que tem mais responsabilidade não precisa ser vigiada ou perseguida. Isso dá mais tempo para a liderança desempenhar com mais qualidade suas amplas funções.

Ideias mais criativas

O coaching incentiva sugestões criativas da equipe, sem medo da exposição ao ridículo ou de uma demissão prematura.

Melhor uso das pessoas, das habilidades e dos recursos

O líder vai descobrir que há talentos ocultos na equipe, bem como soluções mais práticas para os problemas.

Respostas mais rápidas e eficazes a emergências

O ambiente que valoriza as pessoas e suas ideias proporciona mais disposição às tarefas. Na maioria das organizações as pessoas só fazem – e quando fazem – aquilo que é imposto.

Maior flexibilidade e adaptabilidade às mudanças

O coaching proporciona mudanças com agilidade e reações positivas rápidas. Competência exigida cada vez mais em mundo tão efêmero.

Pessoas mais motivadas

Até quando sua empresa vai motivar os colaboradores na política do bastão e cenoura? O coaching ajuda as pessoas a descobrir sua automotivação.

Transformação de cultura

Os princípios do coaching sustentam o estilo de gestão de cultura de alto desempenho e ajuda a transformar o conhecimento mais realizável.

Habilidades para a vida

Coaching é atitude e comportamento, com múltiplas aplicações em todas as áreas da vida.

Conceitos mais criativos, equipe mais motivada, desenvolvimento pessoal, melhor compartilhamento das pessoas, das habilidades e dos recursos, máximo desempenho e produtividade, transformação de cultura, respostas mais rápidas e eficazes a momentos críticos, relacionamentos com mais apreço, melhor aprendizado, maior flexibilidade e adaptabilidade às mudanças e muito mais.

Perguntas Frequentes

Para quem serve o coaching executivo?

Para empresas que buscam uma transformação cultural apoiada em propósito, valores e competências e que queiram resultados sustentáveis e ecológicos.

Precisa ter equipe para o processo acontecer?

Não necessariamente. O processo pode ocorrer somente com a liderança. Pode ser feito somente com uma pessoa, se for o caso.

Quanto tempo leva?

Trabalhamos com projetos exclusivos, isso quer dizer que o tempo varia de empresa para empresa.

Quem escolhe o meu coach?

Você! No início do processo os profissionais da Propósito MAIOR são apresentados para todos que participarão do projeto. Fica a critério da pessoa escolher o coach.

O investimento é alto?

Só existe investimento alto se o retorno for baixo, certo?
Garantimos a transformação das pessoas e da cultura da empresa através de propósito e experiências.

Gostou deste serviço? Entre em contato conosco.

Como podemos ajudar?

Sinta-se à vontade para fazer uma pergunta ou simplesmente deixar um comentário.